Dicas

A imagem pode conter: texto

Com o começo do ano, assistimos à chegada de novos alunos aos ginásios, cheios de objectivos e imensa vontade de começar um programa de treino.
Assistimos também a práticas que não são benéficas, que aumentam o risco de lesão e prejudicam o desenvolvimento futuro.

Por isso aqui estão alguns conselhos que importantes:
– Não pense exclusivamente na melhoria estética ou aumento da capacidade funcional. Tenha em conta que, nesta primeira fase, o objectivo primário é a preparação neuromotora e adaptação dos ligamentos, tendões e músculos.
– Duas a três vezes por semana são a frequência recomendada. ( ACSM,2009) .
– Privilegie a qualidade dos estímulos não exagerando no volume e carga, uma a duas séries por exercício é eficiente até ao terceiro mês de treino. (Ronnestad et al,2007; Bottaro et al, 2011) .
– Faça repetições mais altas( acima de 12) facilita o processo de aprendizagem dos movimentos, diminui o risco de acidentes e evita o stress prematuro nas articulações. ( In bases científicas no treino de hipertrofia, Paulo Gentil) .
– Inicie com exercícios mais complexos, para que a fadiga não interfira negativamente no padrão motor. ( Kraemer et al,2002) .
– Consulte um profissional(nutricionista) antes de decidir tomar qualquer suplemento. .
⚠️ Sendo estas guidelines gerais, é extremamente importante uma avaliação e acompanhamento mais personalizado por parte de um profissional de exercício físico.
Boa semana a todos e bons treinos!

 

A “ancoragem”

Um exercício ancorado tem um apoio fixo num ponto de direcção oposta ao movimento permitindo a sua estabilização.
Assim, algo que aparentemente parece simples como a “ancoragem” de um movimento é muitas vezes o resultado de uma análise mecânica e compreensão da acção inversa de um determinado exercício para o tornar mais efectivo de um ponto de vista mais analítico.
A nossa filosofia de trabalho longe de ser uma “cópia” e aplicação de protocolos de treino é uma procura de respostas individualizadas direccionada para o indivíduo/cliente que se nos apresenta.
. . .
An anchored exercise has a fixed support in a point with opposite direction to the movement allowing its stabilization.
Something that seems seemingly simple as the anchoring of a movement is often the result of a biomechanical analysis and understanding of the inverse action of an exercise to make it more effective.
Our working philosophy away from being a “copy” and application of training protocols is a search for individualized responses directed for each client.

A imagem pode conter: 1 pessoa